" Talvez seja a hora de você fazer o seu backup..." | Daniela Tamara



Meu primeiro computador , ganhei do meu pai quando tinha mais ou menos 13 anos, daqueles que o monitor era uma grande caixa branca (porque naquela época branco era mais sofisticado né). Mas eu sempre quis mesmo era ter um notebook, o qual comprei há três anos dividido em suaves prestações. De uns dias pra cá tenho percebido o sistema lento e me deparei um dia desses passando mais trezentas fotos pra cá, que a memória estava cheia.- “Como assim a memória no notebook não é infinita?”- Eu precisava fazer um backup, já que o HD estava esturricado de fotos, vídeos, músicas e tudo mais o que consegui juntar ao longo destes três anos.

E enquanto o sistema fazia o seu serviço eu percebi que nunca fui daquelas pessoas que sentam e ficam pensando durante horas sobre o que escrever. É muito mais a minha cara sentar com os dedos nas teclas de forma afobada e desordenada. Eu gosto de escrever sem pensar, e parar pra refletir só depois de ter publicado. Já cansei de vasculhar os arquivos antigos e, por meio dos meus textos, revisar cada segundo de um passado que eu poderia ter esquecido. Minha mente se preocupa com cada vez mais com as coisas, e eu preciso de um backup. Por isso vejo na escrita a solução. Ela é meu backup. É como se eu tirasse da cabeça um momento, uma história, assim abrindo espaço para muitos outros momentos, mais intensos e melhores do que os antigos.

Portando, se algum dia você perceber que sua cabeça está cheia de histórias, dilemas, problemas a serem resolvidos, talvez seja a hora de você fazer o seu backup, ou melhor, escrever um pouco, para descarregar um pouco disso tudo. E se for uma história triste, sempre teremos a opção de mandar tudo pra lixeira

Share:

0 comentários

Google Analytics Alternative